Tour Tríplice Fluminense

A Mata Atlântica originalmente cobre cerca de 1.315.460km² em três países da América do Sul: Argentina, Paraguai e Brasil. A sua variação latitudinal, longitudinal e altitudinal, aliada ao relevo, clima e os diferentes ambientes resultantes dessas variáveis, fazem do bioma um dos principais hotspot de biodiversidade de aves do mundo!

De toda a extensão da exuberante Mata Atlântica, especiais 3,32% contidos nos limites do estado do Rio de Janeiro escondem 3 dos seus principais endemismos: ao leste, nas restingas da Costa do Sol, temos o com-com ou formigueiro-do-litoral; ao oeste, nas matas nebulosas da cumeeira da Serra dos Órgãos esconde-se a saudade-de-asa-cinza e; ao sul do estado, nas matas litorâneas da Serra do Mar, temos o formigueiro-de-cabeça-negra. Atualmente o território Fluminense possui apenas 30% da cobertura original da Mata Atlântica, fazendo com que estas espécies estejam ameaçadas de extinção!

Formigueiro-de-cabeça-negra / Black-hooded Antwren

Formigueiro-de-cabeça-negra. Ameaçado de extinção.

Saudade-de-asa-cinza / Gray-winged-Cotinga

Saudade-de-asa-cinza. Vulnerável a extinção.

Com-com-ou-formigueiro-do-litoral / Restinga-Antwren

Com-com ou formigueiro-do-litoral. Criticamente Ameaçado de extinção.

 

 

 

 

 

Portanto, o Tour Tríplice Fluminense tem como objetivo  encontrar estes três raros endemismos da Mata Atlântica do Rio de Janeiro, em um emocionante roteiro de apenas três dias!

1° dia: com-com pela manhã no PECS– almoço – hospedagem em Nova Friburgo;

2° dia: saudade-de-asa-cinza pela manhã no Pico da Caledônia– almoço – hospedagem em Angra ;

3° dia: formigueiro-de-cabeça-negra em Angra – almoço no centro histórico de Paraty!

Durante as manhãs do Tour, outras espécies encontradas nos destinos podem ser observadas.