Birding Tour Pelágicas (RJ)

A Canindé Birdwatching anuncia a Birding Tour Pelágicas RJ, que irá navegar nas águas costeiras e oceânicas (até 100 km da costa) da cidade do Rio de Janeiro durante dois dias, em busca de aves marinhas. Para esta aventura a Canindé Birdwatching contará com a parceria da Veramar Náutica, representada pelos biólogos marinhos Alexandre Serrano e Julio Outeiral. Os experientes mestres serão responsáveis por conduzir a embarcação MS Lilia, uma trawler de 59 pés (18 metros) e três suítes. A tripulação também contará com o cozinheiro João “Burunga”, que fará nossas deliciosas refeições, e; o anfitrião Igor Camacho, biólogo da Canindé Birdwatching e leader da Birding Tour.

A Birding Tour Pelágicas RJ terá a autonomia de chegar até a marca de 60 milhas náuticas, cerca de 100 quilômetros da costa, para buscar aves marinhas e pelágicas. A rota da Birding Tour Pelágica RJ será 180° sul por dez horas (das 6 às 16h) em uma velocidade média de seis milhas por hora. No período da tarde, ponto mais distal da costa, faremos nossa parada para lançar ao mar as iscas cruas para atração das aves pelágicas. No decorrer da noite retornaremos cerca de 20 milhas para pernoitarmos em águas mais tranquilas. Na manhã seguinte, lançaremos ao mar novamente as iscas cruas para atração das aves e as 8am iniciaremos nosso retorno. A chegada na Marina da Glória está prevista para as 20 horas do segundo dia.

Haverão três refeições diárias: café da manhã (frutas, pães, bolos, frios, café, leite, sucos e biscoitos), almoço leve (arroz, saladas variadas, carne [peixe, frango ou carne]) e jantar (sopa), além de água potável. Durante toda a Tour estarão disponíveis as frutas, snacs e sucos. Para aqueles que não com carne ou possuem alguma restrição alimentar, providenciamos um cardápio diferenciado.

De acordo as nossas expedições (CB), em plataformas online (Wikiaves [WA]), referências bibliográficas (Coelho et al 1990 [CASC], Gagliardi 2018 [RG]) e comentários pessoais de Fabio Olmos (FO) sobre as espécies marinhas que podem ser observadas, a Canindé Birdwatching destaca na tabela abaixo o total de 46 aves pelágicas divididas em 8 famílias, junto as datas de registro (quando descritas), que foram observadas no estado do Rio de Janeiro (Tabela 1) e que podem ser observadas na Birding Tour Pelágicas RJ.

Família Nome científico Nome popular Datas Fonte
Procellariidae
  Halobaena caerulea Petrel-azul Jul a set 1984 CASC, RG
  Pachyptila vittata Faigão-de-bico-largo RG
  Pachyptila desolata Faigão-rola RG
  Pachyptila belcheri Faigão-de-bico-fino RG
  Pterodroma molis Grazina-delicada RG
  Pterodroma incerta Grazina-de-barriga-branca FO
  Daption capense Pomba-do-cabo jul a set 1984 CASC, RG
  Macronectes giganteus Jun 2014 WA, RG, FO
  Fulmarus glacialoides Pardelão-prateado Jun 2009 WA, RG
  Bulweria bulwerii Alma-negra Dez 2011 WA, RG
  Procellaria aequinoctialis Pardela-preta RG, FO
  Calonectris borealis Bobo-grande Mar e mai 2011 WA, RG
  Calonectris edwarsii Cagarra-de-cabo-verde RG
  Puffinus griseus Bobo-escuro Mai 2014 WA, RG
  Puffinus gravis Bobo-grande-de-sobre-branco Mai 2010, ago 2011, mai e jun 1997, jul a set 1984 WA, CASC,RG, FO
  Puffinus puffinus Bobo-pequeno Ago e mai 2017, out e set 2016, nov 2015, nov 2014, mai 2009, set e nov 2004 CB, WA, RG
Spheniscidae
  Spheniscus magellanicus Pinguim-de-magalhães Mar 2017, ago, jun e jul 2015,  jul, ago, out e nov 2012, out 2010, jul 2008 CB, WA, RG
Diomedeidae
  Thalassarche chlororhynchos Albatroz-de-nariz-amarelo Jul 2016, jan e mai 2013, abr 2010, mai 2009, nov 2003 CB, WA, RG, FO
  Thalassarche melanophris Albatroz-de-sobrancelha Jun 2010 WA, FO
  Thalassarche chrysostoma Albatroz-de-cabeça-cinza RG
  Diomedea epomophora Albatroz-real RG
  Diomedea exulans Albatroz-errante RG, FO
  Diomedea dabbenea Albatroz-de-tristão FO
Hydrobatidae
Oceanodroma castro Painho-da-ilha-da-madeira Jul a set 1984 CASC,
Oceanodroma leucorhoa Painho-de-cauda-furcada RG
Fregetta grallaria Painho-de-barriga-branca Jul a set 1984 CASC, RG
  Oceanites oceanicus Alma-de-mestre Nov 2003, jul a set  1984, WA, CASC, RG, FO
  Pelagodroma marina Calcamar RG
Phaethontidae  
  Phaethon aethereus Rabo-de-palha RG
Sulidae  
  Sula dactylatra Atobá-grande Mar 2015, nov 2012, jan 2013, abr 2012, ago 2011, dez 2010, dez 2009, jul a set 1984 WA, CASC, RG
  Sula sula Atobá-de-pé-vermelho Fev 2012, jan 2012 WA, RG
  Sula leucogaster Atobá-pardo CB, WA, CASC, RG
Stercoraiidae  
Stercorarius chilensis Mandrião-chileno RG
  Stercorarius pomarinus Mandrião-pomarino Nov 2003, abr 2010 WA, RG
  Stercorarius parasiticus Mandrião-parasítico Dez 2015, fev 2005, fev 2013, mar 2009 WA, RG
  Stercorarius longicaudus Mandrião-de-cauda-comprida RG
Sternidae  
  Anous stolidus trinta-réis-escuro Mai 2017 WA, RG
  Onychoprion fuscatus Trinta-réis-das-rocas Fev 2012 WA, RG
  Sternula antillarum Trinta-réis-miúdo Mar 2014 WA, RG
  Chilidonias niger Trinta-réis-negro RG
  Sterna paradisaea Trinta-réis-ártico RG
  Sterna hirundinacea Trinta-réis-de-bico-vermelho CB, WA, CASC, CB, RG
  Sterna vittata Trinta-réis-antártico RG
  Sterna trudeaui Trinta-réis-de-coroa-branca Jul 2013 WA, RG
  Thalasseus acuflavidus Trinta-réis-de-bando CB, WA, RG
  Thalasseus maximus Trinta-réis-real CB, WA, RG

As saídas marinhas da Canindé Birdwatching até 15 milhas náuticas (26 quilômetros) da costa já registraram 8 espécies que constam na lista, sendo o bobo-pequeno (Puffinus puffinus) e o albatroz-de-nariz-amarelo (Thalassarche chlororhynchos) as espécies que costumam aparecer em águas oceânicas. Mamíferos como a baleia-de-bryde (Baleanoptera brydei), golfinho-de-nariz-de-garrafa (Tursiops truncatus) e baleia-jubarte (Megaptera novaengliae) também foram observadas.

Abaixo segue as fotos da embarcação MS Lilia, assim como aves e mamíferos que podem ser observados.